Blog

Controle de processos

Gestão administrativa e financeira

Gestão de empresas médicas

Gestão de escalas

Gestão de glosas

Gestão de qualidade

Não categorizado

Volan na imprensa

gestão de qualidade em saúde

Quais são os pilares da gestão de qualidade em saúde e como otimizar?

Por: | 6 de setembro de 2021

A gestão de qualidade em saúde é um dos indicadores mais importantes das instituições, isso porque é responsável por mapear e acompanhar os resultados dos serviços prestados, assim como a satisfação dos pacientes.

Sabemos que instituições do setor possuem padrões bem elevados que devem ser seguidos à risca para assegurar não somente tratamentos adequados e segurança, mas também a satisfação dos pacientes. 

Nesse cenário, a gestão de qualidade em saúde é pautada em alguns pilares que sustentam todos os processos internos e permitem constantes melhorias. Entenda abaixo quais são eles e como otimizá-los. 

Leia também: Tudo o que você precisa saber sobre o sistema de gestão da qualidade (SGQ)

Quais são os pilares da gestão de qualidade em saúde?

Dentre as principais bases que devem ser consideradas no momento de monitorar a gestão de qualidade, estão:

Estratégia

A estratégia diz respeito à atuação da instituição de saúde. Ou seja, na fase da estratégia, a organização estabelece os padrões de qualidade que a empresa deve seguir em todas as esferas do negócio, como: processos internos, governança, atendimento e protocolos. 

Além disso, esse pilar também é responsável por definir as estratégias de comunicação da instituição com os médicos e pacientes, assim como outras ações que dizem respeito à organização dos fluxos de trabalho, tecnologias utilizadas e outros métodos. 

Processos

Com a estratégia definida, é importante organizar como ela será executada e mapeada, por sua vez, isso é feito por meio da gestão de processos

Nesse aspecto, é importante compreender que o “coração” da gestão de qualidade é, justamente, os dados. Apenas é possível garantir qualidade naquilo que é metrificado. Desse modo, é preciso já estabelecer fluxos transparentes e padronizados, que abranjam toda a operação.

Pessoas

Por fim, o último pilar da gestão de qualidade em saúde, sem dúvidas, são os próprios médicos. As estratégias e os processos implementados apenas serão efetivos, se os profissionais estiverem completamente alinhados.

Nesse sentido, considere elaborar meios de capacitação para os médicos, não somente relacionados às mudanças internas e, até mesmo, na cultura organizacional da instituição, mas também à adoção de novas tecnologias, preparando-os para lidar com essas ferramentas. 

Você pode se interessar: Como garantir a gestão de qualidade nas empresas de anestesiologia?

Conte com o Volan para otimizar a gestão de qualidade da sua instituição!

A gestão de qualidade em saúde é pautada em uma série de normas regulamentadas pela ABNT, que são analisadas no momento de emitir o ISO 9001, um documento que comprova as iniciativas da organização. 

Nesse sentido, é fundamental adotar uma ferramenta robusta, que permita monitorar todos os indicadores da instituição de maneira estratégica e continuamente, como é o caso do Volan.

Consistindo em um sistema de gestão específico para médicos anestesistas, o Volan é simples de usar, totalmente intuitivo e responsivo, auxiliando no controle operacional e gestão de todo o time.

Contando com um layout amigável, o Volan auxilia em funcionalidades, como:

  • Gestão do faturamento e produtividade;
  • Gestão da qualidade;
  • Gestão da experiência;
  • Gestão da escala de profissionais. 

Desse modo, a sua empresa ou grupo de anestesia pode atingir melhor desempenho, otimização operacional, eficiência e gerenciamento estratégico, garantindo também constantes melhorias a longo prazo.

Quer saber mais? Acesse agora mesmo e solicite uma demonstração gratuita!