Blog

Controle de processos

Gestão administrativa e financeira

Gestão de empresas médicas

Gestão de escalas

Gestão de glosas

Gestão de qualidade

grupo de anestesia

Transformação digital no seu grupo de anestesia: 7 dicas para implementar

Por: | 18 de maio de 2021

Instituições de todos os setores estão buscando maneiras de se adequarem à transformação digital, inclusive grupo de anestesia e outras especialidades médicas. 

Aderir a inovação na saúde não confere às empresas apenas diferencial competitivo, mas também diversos benefícios para controle da operação, acompanhamento financeiro, administração da equipe, redução de custos e segurança do paciente. 

Para se ter uma ideia, um periódico publicado na National Library of Medicine revelou que as iniciativas tecnológicas podem melhorar o monitoramento de vigilância epidemiológica e minimizar gargalos antigos.

Apesar dessas vantagens, as instituições de saúde ainda possuem muitos desafios para atingir a maturidade digital. Pensando nisso, desenvolvemos um conteúdo completo com 7 dicas para te ajudar a acelerar o fluxo de inovação no seu grupo de anestesia. 

Veja também: Como o sistema de faturamento facilita o controle de empresas de anestesia?

7 dicas para implementar a transformação digital no seu grupo de anestesia

Dentre as principais iniciativas para implementar a transformação digital no seu grupo de anestesia, podemos destacar:

1. Comece pela mentalidade e cultura do seu time

Um processo de transformação digital começa com uma mudança de mentalidade, que deve refletir não apenas nos gestores, mas também em toda a equipe médica.

Por ainda estarem muito envolvidos nos processos manuais e tradicionais, é comum que os médicos sejam mais resistentes às novas iniciativas. Por isso, é preciso implementar uma cultura baseada em inovação, orientando a equipe à otimização de processos e resultados.

2. Veja a transformação digital como um investimento

Elencando o tópico anterior, apenas é possível implementar mudanças na cultura organizacional quando se enxerga a transformação digital como um investimento e não como um gasto.

Para tal, é preciso não apenas buscar novas tecnologias, mas entender quais são os benefícios que essas iniciativas promovem à sua rotina.

3. Mapeie os processos

Se o primeiro passo da transformação digital é a mudança na mentalidade de todo o seu grupo de anestesista, o segundo precisa ser o entendimento dos seus processos atuais e a realidade da sua instituição.

Nesse cenário, mapeie a sua operação por meio do levantamento de informações estratégicas sobre a rotina da equipe. Com isso, identifique os atuais gargalos e possibilidades de otimização. 

Veja mais: Erros na gestão de faturamento em empresas de anestesia que você deve evitar

4. Lide diretamente com os desafios da inovação

A inovação é um processo desafiador para os gestores de grupo de anestesia. Além dos aspectos já mencionados, é preciso lidar e eliminar alguns impeditivos comuns no fluxo de transformação digital, como:

  • Implementar estratégias sem o devido planejamento;
  • Não ter foco com as iniciativas de inovação;
  • Não entender o quanto a sua equipe está envolvida com a mudança;
  • Não preparar devidamente o seu time para lidar com as inovações.

5. Acompanhe essa inovação

Nenhuma medida de transformação digital será eficiente sem o devido acompanhamento. Por isso, é essencial realizar um planejamento acertado e adotar maneiras de mensurar a evolução dessa implementação.

É preciso monitorar o andamento das novas tecnologias, o quanto os médicos já aderiram, principais dificuldades envolvidas e outras questões que possam atrapalhar a concretização da inovação no seu grupo de anestesia.

6. Adote ferramentas apropriadas 

A transformação digital não é um processo isolado e não ocorre apenas pela adesão de qualquer ferramenta. Trata-se de um fluxo que envolve o esforço de todo o negócio em suas diferentes áreas e isso se reflete também ao tipo de tecnologia adotada.

É essencial aderir sistemas apropriados para as suas necessidades e que estejam totalmente adequados à realidade da sua instituição de saúde. Além disso, conte com ferramentas flexíveis e intuitivas, que facilitem a adesão de toda a equipe.

7. Qualifique os profissionais

Por fim, qualifique devidamente os seus profissionais para lidarem com as novas tecnologias. Eles devem compreender como usar as ferramentas e todas as especificidades envolvidas nesses sistemas.

Além disso, entenda que a inovação deve ser constante. Por isso, esteja sempre atento às oportunidades de otimização e aberto às sugestões da equipe.

Você pode se interessar: Experiência do paciente: entenda a importância e como garantir uma vivência positiva

Conheça o Volan!

O Volan é um aplicativo de gestão específico para anestesistas. Com um layout intuitivo e totalmente responsivo, o Volan facilita a adesão dos profissionais e maximiza a performance dos médicos durante a rotina de trabalho.

Por meio do Volan, é possível controlar aspectos como:

  • Gestão de faturamento;
  • Gestão de qualidade;
  • Gestão de experiência;
  • Gestão de escalas.

Conte com um sistema completo para aumentar a administração do seu grupo de anestesia, minimizar gargalos e glosas, evitar erros e potencializar o acompanhamento de toda a empresa.

Além disso, o Volan permite uma gestão baseada em dados, isso porque conta com um power BI completo, que torna as tomadas de decisões mais estratégicas. Quer saber mais? Acesse agora mesmo e conte com o apoio da nossa empresa!