Blog

Controle de processos

Gestão administrativa e financeira

Gestão de empresas médicas

Gestão de escalas

Gestão de glosas

Gestão de qualidade

cooperativas médicas

Entenda o que são as cooperativas médicas e como otimizá-las com tecnologia

Por: | 31 de agosto de 2021

Com a diversidade de empresas e serviços do setor de saúde surgindo todos os dias, cada vez mais estamos presenciando o aparecimento de novas cooperativas médicas nas mais diversas especialidades. 

Para se ter uma ideia, de acordo com dados divulgados no site Globo Rural, no Brasil, há cerca de 250 mil profissionais associados a cooperativas do setor que atendem mais de 25 milhões de pacientes. 

De maneira geral, as cooperativas consistem em instituições autônomas, ou seja, sem vínculos empregatícios. Na prática, elas existem para atender alguma necessidade da sociedade em várias nuances, como serviços culturais, sociais e econômicos. 

Nesse sentido, uma cooperativa na área de saúde é caracterizada como a associação de diferentes médicos que, por sua vez, prestam atendimento em diversas especialidades aos pacientes que são associados a esse serviço. 

Como é de se imaginar, existem também médicos anestesistas que se associam às cooperativas, formando grupos de anestesistas que, como sócios, não possuem uma relação desigual ou gerencial uns com os outros. Isso significa que todo o lucro obtido é repartido entre todos os cooperados. 

Mas, afinal, quais são as características das cooperativas médicas e como funciona o gerenciamento desse modelo de empresa? Confira abaixo!

Leia mais: Como garantir a gestão de qualidade nas empresas de anestesiologia?

Quais são as principais características das cooperativas médicas?

Como visto, as cooperativas não são pautadas nas leis tradicionais das empresas de saúde. Desse modo, não há vigência da CLT e nenhum tipo de relação trabalhista entre os profissionais associados. 

Por sua vez, esse modelo de negócio é regido pela Constituição Federal e pela Lei do Cooperativismo (Lei 5.764/1971), que delimita diversas regras para a construção desse tipo de prestação de serviços.

Os médicos associados atendem em espaços como clínicas, hospitais, consultórios e laboratórios. No caso dos anestesistas, esses tratamentos ocorrem sempre em ambiente hospitalar. 

Se tratando dos pagamentos, geralmente, os cooperadores recebem os valores equivalentes aos serviços prestados antes do processo, de fato, ocorrer. Ou seja, muitos associados pagam uma espécie de “mensalidade” para obter determinados tratamentos. 

Você pode se interessar: Gestão de equipes de anestesia: 5 desafios e como superá-los

Como a tecnologia pode ajudar a otimizar esse modelo de empresa?

Você deve estar imaginando que gerenciar uma cooperativa médica é um processo bastante complexo. E não, não está errado. 

Como essa sociedade de profissionais é coordenada por um rígido estatuto, todos os processos devem estar muito bem alinhados, desde os atendimentos até o faturamento e divisão financeira. 

Por essa razão, é fundamental que os médicos possuam uma troca transparente de informações e a tecnologia pode auxiliar nesse processo. 

Por meio das ferramentas corretas, os especialistas conseguem manter sempre todos os registros atualizados e com informações de fácil acesso para todos da cooperativa, promovendo clareza e ética na prestação de serviços. 

Além disso, sistemas de gestão auxiliam em melhor gerenciamento de todo o cotidiano das equipes, o que inclui organização das escalas e administração dos atendimentos realizados. Essa inovação também acelera a transformação digital e automatiza os processos de gestão. 

Veja também: 10 vantagens de um sistema de gestão empresarial específico para grupo de anestesia

Conte com o Volan!

O Volan pode ser uma ótima ferramenta para simplificar o dia a dia das cooperativas médicas. Consistindo em um aplicativo de gestão específico para empresas e grupos de anestesia, o Volan é intuitivo e muito fácil de mexer. 

Disponível tanto para ambientes da web quanto para dispositivos móveis, o Volan permite administrar com eficiência uma série de demandas dessas operações, possuindo funcionalidades como:

  • Gestão de escalas;
  • Gestão de qualidade e experiência;
  • Gestão de faturamento;
  • Administração do desempenho financeiro.

Além disso, o Volan conta com um power BI completo que viabiliza uma visão holística de toda a cooperativa, facilitando a identificação de erros e promovendo melhorias. Quer saber mais? Acesse agora mesmo e solicite uma demonstração gratuita!